Como gerar uma Máquina de Vendas a partir dos seus clientes?

Já imaginou se você pudesse fazer anúncios ilimitados do seu produto/serviço com pouco custo e gerar uma “máquina de vendas”? A verdade é que, por meio do Marketing de Indicação, você pode! 

De acordo com pesquisas recentes da Nielsen, 92% das pessoas confiam mais na recomendação de amigos ou familiares. Por meio de dados como esse, podemos perceber como é importante que uma empresa mostre aos seus clientes que ela se importa com a sua satisfação.

Assim, uma vez fidelizado, um só cliente é capaz de fazer “propaganda” gratuita e de alcance ilimitado a todas as pessoas que conhece. Isso faz com que a empresa ganhe mais adeptos sem gastar com anúncios publicitários, por exemplo.

Achou uma boa ideia? Então, neste artigo, vamos te ensinar a levar estratégias como essa para o seu negócio; além de algumas métricas que também podem te ajudar a aumentar suas vendas!

O segredo de uma empresa que vende

Primeiramente, todo(a) empreendedor(a) deve ter em mente que seus clientes são a principal engrenagem dessa “máquina de vendas”; é por causa deles e por meio deles que um negócio pode se desenvolver o bastante a ponto de dobrar ou até triplicar sua clientela, ou ter tão poucos consumidores que não resiste a pequenas crises. 

Obviamente, o seu desejo é fazer com que sua empresa siga o primeiro exemplo e se consolide no mercado, certo? Então vamos te dar uma dica para concretizar esse objetivo: dê prioridade ao seu cliente!

Para tirar a prova disso, pense em uma experiência ruim que você teve com uma marca X e responda:

  1. O valor pago foi adequado para a qualidade do produto/serviço recebido?
  2. Você retornaria a esse local/site?
  3. Indicaria a um amigo ou familiar os serviços dessa empresa?
  4. Você se sentiu motivado a avaliar positivamente a empresa?

Caso a resposta para a maioria das perguntas for “não”, você já entendeu que uma empresa que não pensa na satisfação do cliente não evolui no mercado e é rebaixada por outras que cuidam desse aspecto.

Como cliente, você não teve vontade de investir na empresa novamente, e isso deve ser considerado também no seu negócio. Quais estratégias você usa para vender e fazer com que seus compradores retornem? 

Pare de perder clientes e venda mais

O estabelecimento de um programa de indicação contribui imensamente para o alcance de mais pessoas, além da fidelização de clientes antigos. 

O segredo das empresas de sucesso é atenção aos detalhes! 

Veja bem, para comprar uma casa, é necessário ter dinheiro o suficiente para dar entrada no imóvel, certo? Porém, se uma imobiliária mantém um programa ativo e oferece desconto no valor da entrada de clientes vindos de indicação, a probabilidade de eles efetuarem a compra é bem maior.

Para incorporar um diferencial/estratégia na sua empresa, você deve estar sempre atento aos interesses dos seus compradores. Uma pessoa vegana nunca seria atraída por uma promoção em um frigorífico, mas um dono de churrascaria, sim!

Para essa finalidade, existem maneiras de contabilizar o quão fiéis são os seus consumidores, entre elas está o NPS (Net Promoter Score), cujo resultado demonstra a quantidade de clientes promotores que sua empresa tem. Quanto maior a porcentagem do NPS, maior é o grau de fidelização gerado pela sua marca. 

Outra forma é o CSAT (Costumer Satisfaction Score), que mede a satisfação do consumidor pelo produto/serviço recebido. Com essa métrica é possível avaliar se a qualidade do que é vendido é suficiente para o público-alvo ou ainda precisa de melhorias.

Não atentar a esses fatores pode ser a razão pela qual você perde vários clientes ou não ganha novos. A falta de uma relação de proximidade e incentivos afeta muito o rendimento e a popularização do seu negócio.

Os pilares de um bom programa de indicação

Para corrigir os possíveis erros que sua empresa vem cometendo tanto na adesão de novos clientes como na satisfação dos antigos, preparamos uma breve lista com os “pilares” sobre os quais um negócio de sucesso deve se sustentar.

 

  1. Lealdade;
  2. Recompensas;
  3. Incentivos;
  4. Comunicação;
  5. Transparência.

A lealdade é garantida por meio do vínculo entre marca e comprador. A atenção, o atendimento e a qualidade dos produtos agradam, mas é preciso ir além desse contato para fidelizar o cliente e fazer com que ele indique a marca. É nesse momento que sabemos que ganhamos lealdade.

As recompensas são importantes, mas devem ser analisadas, para que se tenha certeza de que são atrativas. Cada nicho tem um público-alvo específico, que se diverge de outros em seus interesses. Assim, para dar recompensas aos seus clientes, tenha certeza de que está oferecendo “prêmios” aos quais eles se sintam atraídos. 

Essa estratégia é potente quando usada da forma correta, mas ineficaz quando a marca não conhece seus consumidores.

Os incentivos, entretanto, não são voltados aos clientes, mas às pessoas que receberam a indicação, como forma de gerar interesse. Assim como as recompensas, deve ser ofertado algo que chame a atenção daquele público específico.

Já a comunicação é outro ponto essencial na cativação de pessoas, principalmente se você souber o canal mais apropriado para estabelecer tal contato. Uma dica: mantenha-se atento(a) e atualizado(o); na sociedade atual, tudo é feito pelo celular ou computador, e propagado em mass media, como a internet.

E, por último, temos a transparência. No mundo em que vivemos atualmente, rodeado por tecnologia, tudo pode ser facilmente descoberto com um clique no botão de “pesquisar”. Então, mantenha sempre uma relação de transparência com seus clientes.

“Pessoas influenciam pessoas”

Essa famosa frase de Mark Zuckeberg reflete muito na realidade do(a) empreendedor(a) atual, que deve voltar toda a sua atenção para a imagem tida da sua empresa.

O ser humano indica naturalmente, ou seja, quando experimentamos algo que nos agrada, a tendência é dizer para várias pessoas que vale a pena investir tempo e dinheiro naquele serviço ou produto. O mesmo acontece, entretanto, quando não ficamos satisfeitos, pois fazemos questão de fazer uma propaganda negativa e garantir que nossos amigos e familiares não cometam o mesmo erro.

Por isso os tópicos apresentados são tão relevantes. É observando as necessidades e expectativas de seus consumidores que o(a) dono(a) de um negócio conhece seus pontos fracos, aos quais deve prestar mais atenção, e os fortes, que devem ser intensificados.

O segredo da máquina de vendas é focar em quem compra ou vai comprar. Entender o posicionamento da marca no mercado, os atrativos que possui e o diferencial que a sobrepõe a outras empresas do mesmo nicho.

A PliQ é a plataforma ideal para apoiar sua empresa a gerar uma máquina de vendas a partir dos seus clientes!

Fortaleça sua estratégia de Marketing de Indicação com a PliQ  e eleve o potencial de seus clientes promotores engajando seus clientes satisfeitos em programas de indicação, diminuindo o custo de aquisição de novos clientes e aumentando suas vendas. Solicite teste gratuito da plataforma PliQ por 14 dias clicando aqui.

Deixe uma resposta